Os ataques cibernéticos foram o foco da entrevista com o sócio-diretor da ManagerOne, Clayton de Souza, para o Instante Digital da Band Paraná.

Os ataques cibernéticos não são novidade, existem desde o começo da internet. Porém ultimamente eles têm crescido exponencialmente. Em 2018, por exemplo, o número de ataques cibernéticos quase dobrou.

E esse crescimento se deve a vários fatores:

  • Estamos mais expostos. O dia-a-dia das empresas é totalmente dependente de softwares e dispositivos digitais, e todas as informações estão online.
  • Os dados são cada vez mais valiosos, e se tornam alvos de ataques.
  • A mobilidade dos tablets, smartphones e outros dispositivos permite que esses dados sejam acessados de qualquer lugar, a qualquer momento, aumentando a vulnerabilidade.
  • Falta de investimento das empresas em segurança digital, em quesitos mínimos como atualização de softwares e sistemas, e falta de política de uso da tecnologia para os funcionários.
  • Falta de proteção nos e-mails, que são a porta de entrada de 95% dos ataques.

 

COMO ESTÁ O BRASIL NO QUESITO SEGURANÇA DIGITAL?

O Brasil e outros países da América Latina estão passando por um ciclo de transformação digital com aproximadamente 8 anos de atraso em relação à Europa e os Estados Unidos, no quesito segurança dos dados.

Isso torna o Brasil um dos principais alvos de ataques cibernéticos no mundo. E uma das maneiras mais comuns de ataques é o phishing, onde os criminosos fingem se passar por outras pessoas ou empresas para coletar dados importantes e sigilosos dos usuários.

Já o spear phishing é uma técnica mais sofisticada e não massificada de phishing.

Nela os criminosos têm acesso a informações privilegiadas, como por exemplo se a empresa está envolvida em uma licitação. E com essas informações, eles se passam por pessoas envolvidas no processo para obter vantagens.

 

O E-MAIL JÁ NASCEU INSEGURO

Quando surgiu, em 1971, o e-mail era usado para comunicações internas daquela que viria a se tornar a internet que conhecemos hoje. Na especificação do e-mail, atualizada em 1991, consta um item de segurança que diz:

“O e-mail não é seguro. Não use comercialmente”.

 

COMO O OnDMARC TORNA O E-MAIL SEGURO

O OnDMARC é um sistema de segurança de e-mail para configurar de forma rápida e fácil o DMARC, que é o protocolo de segurança robusto e complexo criado para prevenir os ataques cibernéticos.

 

Com o OnDMARC é possível:

  • Bloquear automaticamente e-mails maliciosos;
  • Aumentar a capacidade de entrega de e-mails autorizados;
  • Proteger a reputação da sua marca.

Confira a entrevista na íntegra aqui.